Roteiro de vinícolas na Argentina

Se uma taça de vinho faz bem à saúde, o roteiro de vinícolas na Argentina garantirá muitos bons anos de vida, além de um deslumbramento permanente. Regiões desérticas — como as províncias de Mendoza, a oeste, e Salta, ao norte — são conhecidas pelo cultivo de uvas por meio de um complexo sistema de irrigação.

Em Cafayate, a 191 km de Salta (capital da província de mesmo nome), a paisagem lunar, encantadora, já seria motivo suficiente para visitar a cidade de aproximadamente 12 mil habitantes. Mas, além das belezas da reserva natural Quebrada de Las Conchas, há a uva torrontés, que dá origem a uma variedade de vinho branco de aroma frutado, fresco e com notas cítricas ao paladar. Trata-se de um verdadeiro tesouro das terras situadas até dois mil metros acima do mar e de clima seco, com chuvas de somente 200 milímetros por ano.

Mais que as observações próprias de sommeliers, as visitas às dezenas de bodegas da região oferecem o conhecimento do universo de produção da bebida dos deuses e a recepção cativante dos moradores do interior argentino. Para chegar a Cafayate, o portão de entrada dos brasileiros é o aeroporto de Salta, a duas horas de voo de Buenos Aires. De lá, mais três horas de carro ao destino.

Recomenda-se cruzar esse caminho de dia, para contemplar o horizonte vermelho das montanhas. A caminho da cidadezinha, na região da reserva natural Quebrada de Las Conchas, é obrigatória a parada em dois pontos: a Garganta del Diablo e o Anfiteatro. As formações rochosas esculpidas há 100 milhões de anos e de dimensões gigantescas rendem boas fotos.

Bodegas

Chegando a Cafayate, comece pelas bodegas butiques: menores, familiares e que exalam a paixão por vinhos. No Valles Calchaquies, encontra-se a Bodega Domingo Hermanos. Herdada por três filhos do casal Domingo e Molina (também nome de outra adega do grupo), mantém a fabricação de vinhos desde 1978.

Na propriedade, são 30 hectares de parreiras com até 60 anos. As bebês, como são conhecidas as plantas mais novas, de dois anos, são tratadas com atenção por Carola Rymavicius, responsável pela recepção dos visitantes. “Todo dia venho aqui e olho para elas. Já estão crescendo, são como meus filhos”, brinca a argentina, explicando os cuidados necessários com cada cacho. Uma curiosidade exclusiva da Domingo Hermanos está nas várias espécies de cactos que dividem espaço com as parreiras no terreno pedregoso.

A empresa produziu 110 mil litros de vinho no ano passado, dos tipos malbec, merlot, carbernet sauvignon e, claro, torrontés. A funcionária conta que, na época de colheita, em fevereiro, a rádio local convoca as pessoas para o trabalho temporário em cada bodega. Para armazenar o líquido, ainda são utilizados os antigos tanques de cimento de 15 mil litros. O aroma de vinho impregna o galpão. Beber uma taça diretamente da torneira de um desses recipientes é uma gostosa experiência.

Outra boa pedida é a bodega El Esteco. São 400 mil litros de produção anualmente. Prestes a completar 108 anos, além de receber visitantes, ela oferece hospedagem. A grande construção, belíssima, tem diversos pátios com fontes e flores.

Lá são guardadas algumas relíquias, como tonéis de 60 anos, feitos de algarrobo — antiga madeira usada para fazer barris —, diferentes dos produzidos com carvalho europeu. O ingresso dá direito ao tour pelas fincas e pelos galpões de processamento, além da degustação de um número limitado de vinhos.

Serviço:

Domingo Hermanos
http://www.domingohermanos.com

El Esteco
http://www.elesteco.com.ar

Nanni
http://www.bodegananni.com

Vasija Secreta
http://www.vasijasecreta.com

Texto: Shirley Pacelli | Fonte: Diario de Pernambuco

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s