Comidinha gostosa na beira do rio

Às margens do rio Capibaribe, um dos principais cartões postais da capital pernambucana, o casal Socorro e André Catanhede recebe os recifenses e turistas que chegam com vontade de comer um prato regional e que gostam de ouvir uma boa música. Filha de pescador, Socorro decidiu fundar, há dez anos, o Capibar, um espaço gastronômico que tem como filosofia a preservação ambiental. “O prato principal da casa é o Capibaribe. O grande diferencial do nosso bar é que o cliente pode degustar os pratos na beira do rio”, destacou a proprietária.

Em 1999, André e Socorro, moradores do bairro ribeirinho Casa Forte, na Zona Norte do Recife, decidiram transformar um lixão na sede do Movimento Recapibaribe, projeto ambiental liderado pela dupla e um dos mais importantes movimentos pela preservação da água doce do Recife. “Eu sempre reunia meus amigos para comer, beber e conversar na beira do rio, então eles me deram a ideia de abrir um restaurante”, contou Socorro.

O sonho se tornou realidade um ano após a fundação do Recapibaribe. “Hoje, o Capibar é mais que um bar ou restaurante. É um espaço de discussão, de fomentação da consciência ambiental”, disse. O bar funciona de terça a domingo, a partir das 16h. “Isso porque a segunda-feira é o dia que nós recebemos escolas e universidades para programas de educação ambiental”, explicou Socorro.

Entre outras atividades, os alunos retiram objetos jogados na água do Capibaribe e lhes dão uma utilidade artística. Tudo que é retirado do rio serve para enfeitar o bar, que também é a residência do casal de proprietários. Logo na entrada, o cliente pode ver uma enorme variedade de artigos recicláveis usados na decoração. Bolas feitas com garrafas plásticas, lâmpadas coloridas, ventiladores, bonecas e televisores antigos são alguns dos vários objetos advindos do Capibaribe que dão um toque original ao bar.

Os pratos oferecidos no Capibar são um show à parte. “Aqui o cliente manda. Não temos um cardápio fixo, fazemos o que o freguês manda.” Entre as opções mais pedidas, está o escândalo da mandioca, uma receita tipicamente nordestina, porém com um toque único. “Quem pede esse prato pode escolher o recheio, que pode ser de frango, charque, picanha ou filé bovino”, contou a proprietária. Além de delicioso, o preço é bastante camarada. O escândalo da mandioca sai por apenas R$ 16 e serve duas pessoas.

Escândalo da Mandioca. Huuuum!!

Serviço:

Endereço: Rua Tapacurá, 101. Casa Forte, Recife
Telefone: (81) 3268-2643
Formas de pagamento: Em espécie
Horário de funcionamento: De terça a domingo, a partir das 16h

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s